Notícias

Conselheiros se reúnem com deputado para pedir abertura de CPI no Cruzeiro

Por Redação, 13/12/2019 às 18:49

Texto:

Reprodução/Redes Sociais

Um grupo de conselheiros do Cruzeiro se reuniu nesta sexta-feira com o deputado estadual Léo Portela (PL) para entregar um documento pedindo a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a gestão do presidente Wagner Pires de Sá.

Estiveram na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) os conselheiros do Cruzeiro Gustavo Gatti, Giovanni Baroni, Anísio Ciscotto e Dalton Loredo, além do advogado e associado do clube celeste, Kriss Bretas.

Como o Cruzeiro é uma instituição privada, seria necessária a intervenção do Ministério Público para se instalar a CPI. Para que a investigação seja aberta na ALMG, os conselheiros precisarão do voto de 26 deputados (um terço do total). O processo não teria um prazo para ser votado na Casa e ainda teria que ser apreciado pelo presidente Agostinho Patrus (PV).

Rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o clube celeste atravessa uma grave crise financeira e política. A dívida da Raposa é de cerca de R$ 700 milhões, segundo o ex-gestor de futebol Zezé Perrella. Além disso, a atual diretoria e membros que já deixaram o clube são alvo de investigação do Ministério Público e da Polícia Civil por lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e falsificação de documentos.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link